Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009
cartaz_50x70.jpg


Festivais de Outono
www.ua.pt/fjjm


publicado por amigosdavenida às 19:17 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009
As autarquias da Murtosa, Ovar e Estarreja e a Universidade de Aveiro vão promover, no próximo dia 6 de Novembro, a Conferência '(Planear) O Lazer e o Turismo Ciclável em Portugal' (1), que se irá realizar no Auditório da Reitoria da Universidade de Aveiro. Este evento desenvolve-se no âmbito do Projecto 'Cicloria' (2), iniciativa aprovada recentemente pelo POVT - Eixo IX - Acções Inovadoras para o Desenvolvimento Urbano - Acessibilidade e Mobilidade Urbana, e visa promover a reflexão sobre as políticas de desenvolvimento e promoção da mobilidade ciclável ligada ao turismo e lazer em Portugal.
Num momento em que o Parlamento Europeu dedica uma crescente atenção ao tema do Turismo e Lazer Ciclável - THE EUROPEAN CYCLE ROUTE NETWORK EUROVELO - CHALLENGES AND OPPORTUNITIES FOR SUSTAINABLE TOURISM (Parlamento Europeu, 2009), a organizou da conferência convidou o Professor Les Lumsdon, um dos autores do estudo, para apresentar as conclusões e deixar alguns desafios para a definição de políticas públicas em Portugal.
(1) http://turismociclavel.blogs.sapo.pt/
(2) http://cicloria.blogs.sapo.pt/


publicado por amigosdavenida às 23:25 | link do post | comentar | favorito

Shared Spaces LTT Subscribers

http://landor.co.uk/html_email/tx/sep09/Book%20Emails/sharedspacesltts.html








The Shared Spaces Conference:
new directions in street design



10th December 2009, 15 Hatfields, London SE1


In recent years, vehicle, cycle and pedestrian priority has been
re-calibrated to help reinvigorate the 'place' function of streets.

Are these competing functions of place and movement compromising the safety of road users?

At this important one day transport & urban design conference, learn about:

a.. how local authorities can balance the issues of risk and liability in such schemes
b.. the crucial role of quality audits
c.. the lessons learned from the DfTs mixed priority routes programme
d.. developments in contemporary street design
e.. how the principles of Manual for Streets are applied beyond residential areas
f.. research being undertaken on behalf of DfT into shared spaces and surfaces
Plus case studies of 'shared space' schemes in Ashford, London, Brighton & the DfTs mixed priority route scheme.

An excellent line up of speakers includes:

a.. John Dales, Director, Urban Initiatives
b.. Phil Jones of Phil Jones Associates (co-author Manual for Streets)
c.. Mike Bodkin, Head of Urban Regeneration, Kent CC
d.. Bill Mount, Special Projects Manager, Royal Borough of Kensington and Chelsea
e.. Tim Cuell, Technical Director, WSP
Download the programme.


publicado por amigosdavenida às 14:54 | link do post | comentar | favorito

CAROS amigos
As 1/2 de Musica voltam a acontecer na Oficina de Música de Aveiro.
Esta quinta 29 de out pelas 18.45, os instrumentos em destaque serão a guitarra e o piano.
Entrada livre na Sala das Artes.
Zétó Rodrigues | Oficina de Música de Aveiro telemóvel 96 115 22 70


publicado por amigosdavenida às 00:50 | link do post | comentar | favorito

A Má Arte tem o prazer o (a) convidar para a inauguração de uma exposição de trabalhos de Pedro Andrade, no Sábado, dia 31 de Outubro, às 17 horas, no seu estúdio na Rua Dr. Alberto Soares Machado nº 101, em Aveiro.

Pode obter mais informações em http://www.maarte.com.pt

João Margalha

Estúdio: Rua Dr. Alberto Soares Machado, 101

3800-146 Aveiro, Portugal

Tel: +351 968 892 233

www.joaomargalha.com


publicado por amigosdavenida às 00:42 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
+Alentejo_1.JPG

+Alentejo_2.JPG

+Alentejo_3.JPG


O escritor 'aveirense' César Magarreiro, vencedor do prémio Novo Talento 'FNAC/Teorema' 2006 e do 3.º Prémio Maria Rosa Colaço, foi nomeado para os prémios Mais Alentejo 2009.

Se quiser votar no César envie uma mensagem para mais.alentejo@mail.telepac.pt prémio mais literatura- César Magarreiro

As votações decorrem até 12 Novembro.

JCM


publicado por amigosdavenida às 01:12 | link do post | comentar | favorito

Actual PDM não deixa mexer uma “palha” extra-desporto

artigo de opinião Carlos Naia, Diário de Aveiro 27OUT

(...)

‘Se existem constrangimentos em matéria de uso de solos naquela área e investimentos que se perderam pelo caminho por via disso, já há muito tempo que se deveria ter avançado no sentido de os ultrapassar e com muito mais acuidade se, como diz Élio Maia, uma simples alteração ao PDM poderá demorar três ou quatro anos…‘

(...)

‘Se todo este processo terá de ser “levado com muita prudência”, no sentido da revisão aprofundada e criteriosa do PDM e da sua abertura à implantação de espaços comerciais, turísticos, de lazer, hoteleiros, habitacionais,  etc., etc.,  levar pelo menos mais quatro anos só com  uma simples alteração que seja  do documento,  o mesmo é dizer-se que, dez anos após o Euro 2004 o estádio irá continuar estrangulado,  órfão  e amputado de equipamentos estruturais  periféricos de apoio, por forma à sua rentabilização’

(...)

‘Até isso acontecer e se não for recebendo melhorias pontuais e eventos geradores de receitas, tal como se vê noutros recintos desportivos deste país, o novo anfiteatro futebolístico  de Taboeira  irá continuar a definhar, a perder as cores garrridas que o distinguiam dos outros’



publicado por amigosdavenida às 00:35 | link do post | comentar | favorito

É assustador olhar para o número de pessoas desempregadas em Portugal. A situação torna-se ainda mais perturbante quando encontramos colegas e amigos que se encontram nessa situação.

Ao mesmo tempo, existem dezenas ou centenas de ideias interessantes (de projectos ou iniciativas) que muitas vezes não vêem 'a luz do dia' por falta de meios, de oportunidade ou disponibilidades várias.

Se calhar, está na altura de encontrar um espaço (físico ou virtual) onde os 'dadores' possam deixar os seus contributos e os potenciais interessados possam encontrar 'inspiração' para uma vida profissional futura...

E talvez fosse interessante que em cada cidade se construísse um nó desta luta contra o desemprego, desatado por uma rede de pessoas que se dispõem a partilhar ideias de projectos ou iniciativas que podem ajudar outras pessoas a encontrar um rumo, um percurso, uma saída profissional.

JCM



publicado por JCM às 00:03 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
image001.jpg



publicado por amigosdavenida às 15:37 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009
icon_OrquestraJazz_OMA_preto-copy.gif


A Oficina de Música de Aveiro está a fazer audições de instrumentistas para uma Orquestra de Jazz em Aveiro,dirigida por Alberto Jorge.
info.234283490 ou em www.oficinademusica.com
Zétó Rodrigues | Oficina de Música de Aveiro telemóvel 96 115 22 70


publicado por amigosdavenida às 08:56 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Outubro de 2009
'Discordam da implosão e sugerem novos equipamentos para rentabilizar infra-estrutura'.
notícia aqui
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Aveiro&Concelho=Aveiro&Option=Interior&content_id=1400626


publicado por amigosdavenida às 22:23 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
Exposição «Espreita Aqui! Painéis brejeiros de moliceiros»
http://uaonline.ua.pt/detail.asp?c=15711
É no Museu da Cidade de Aveiro que podem ser apreciadas as figuras decorativas das embarcações típicas de Aveiro, que compõem a exposição «Espreita Aqui! Painéis brejeiros de moliceiros». A mostra, patente ao dia 31 de Dezembro, tem assinatura de Andreia Figueiredo, aluna do Mestrado em Design, no Departamento de Comunicação e Arte da UA.


publicado por amigosdavenida às 16:37 | link do post | comentar | favorito

Dia 26 de Outubro, às 11h30 e 17h00, com Domenico De Masi
http://uaonline.ua.pt/detail.asp?c=15829#
Na próxima segunda-feira, 26 de Outubro, às 11h30 no Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico (sala 23.1.5) e às 17h00, na Livraria da UA, vai falar-se de criatividade. Domenico De Masi, investigador na área das Ciências Organizacionais e autor de várias obras, de entre as quais «O ócio criativo», é o orador convidado de um encontro destinado a «pessoas que gostem de pensar de forma diferente» e onde a «criatividade e organização dos grupos criativos» é tema de reflexão


publicado por amigosdavenida às 16:36 | link do post | comentar | favorito

Mostra de trabalhos patente de 23 de Outubro a 6 de Novembro
http://uaonline.ua.pt/detail.asp?c=16158

«Local.idade Aveiro» é o título da mostra que reúne, no Museu de Aveiro, os trabalhos produzidos pelos alunos do 1º ano do curso de Design da UA. A exposição, concebida sob o mote «Aveiro 250 anos», é inaugurada a 23 de Outubro, no mesmo dia em que abre ao público a Biblioteca do Museu.


publicado por amigosdavenida às 16:35 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Participe num novo espaço de debate on-line sobre a cidade e o concelho de Aveiro (Rede Social NING dos Amigosd'Avenida)

http://amigosdavenida.ning.com/ 

 

Foram já lançados dois temas para debate:

Tema 1. O futuro do Estádio de Aveiro
Tema 2. Aveiro a rede social e urbanística


 


tags: ,

publicado por JCM às 23:56 | link do post | comentar | favorito

IX Bienal de Cerâmica Artística de Aveiro

Recomendo vivamente a visita ao conjunto de exposições da IX Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiroum notável trabalho desenvolvido pela CM de Aveiro.

Podem observar alguns dos trabalhos presentes na Bienal clicando na foto acima. A observação não dispensa a visita! 

JCM

 



publicado por JCM às 12:04 | link do post | comentar | favorito

(Comentário de César Lima Costa)

'Não posso estar mais de acordo com a ideia de se efectuar um levantamento de casos semelhantes, se é que existem, por essa Europa fora, perceber se a solução encontrada tem aplicabilidade em Aveiro, adaptá-la se necessário; há mais estádios/cidades na mesmíssima situação, pelo que a solução ensaiada em Aveiro pode ser o apontar caminho para um problema que se repete em várias cidade do pais.

Mais do que discutir passado, interessa-me discutir o futuro, perceber se é possível criar e implementar uma solução imaginativa e de qualidade num estádio que serve para muito pouco..

A desafio está aí…dir-me-ão que é um estado de alma; eu acho que é possível...'




publicado por amigosdavenida às 10:06 | link do post | comentar | favorito

Turismo ciclável em Portugal

Autarquias e UA apresentam o projecto «Cicloria»

Notícia aqui

Site/Blogue do Projecto 

Site/Blogue Conferência

 



publicado por JCM às 00:23 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009


No rescaldo das últimas eleições autárquicas, Clara Ferreira Alves lançou um repto ao novo executivo lisboeta para que este não deixe de envolver a comunidade nas decisões sobre o futuro da cidade (DIGAM-NOS O QUE PODEMOS FAZER PELA NOSSA CIDADE! - Expresso, 17 Out).

Observando a polémica em torno do ‘Estádio de Aveiro’ não posso deixar de sentir a mesma necessidade, não só por razões individuais de preocupação cívica mas, sobretudo, pela oportunidade que esse envolvimento pode gerar.

Em primeiro lugar, por estarmos perante o ensejo de ultrapassar a tentação de centrarmos os esforços e energia na atribuição de culpas por decisões passadas, com três riscos inerentes: deixar arrastar  e agravar o problema; desmobilizar os potenciais ‘parceiros da solução’; passar para o exterior uma imagem de incapacidade colectiva perante uma dificuldade (ver ‘Estádio de Aveiro’ em http://news.google.pt/).

Em segundo lugar, por termos a ocasião de aprofundar a reflexão sobre a natureza e dimensões do problema em questão (que Carlos Naia, Alberto Roque e Jorge Greno começaram, desde já, a fazer). Os contributos que têm vindo a dar permitem perceber a necessidade de questionar e reequacionar: o modelo de ordenamento territorial da envolvente ao Estádio (equacionando outras funções âncora?); a política desportiva (construção da Academia e apoios à prática desportiva); a política de atracção de (grandes) eventos culturais (que tipo de eventos? logística?); por fim a política de mobilidade (que alternativas de transporte podem amenizar a localização periférica do parque).

Em terceiro lugar, podemos aproveitar o momento para aprendermos colectivamente a resolver problemas, começando por observar e analisar experiências nacionais e internacionais relevantes. Retive, numa breve pesquisa, dois exemplos que me pareceram particularmente interessantes e pertinentes: Conferencia 'Gestão de eventos: crise ou oportunidade?', Guimarães, 17NOV (http://www.tempolivre.pt) e a Conferência ‘SPORTS EVENT MANAGEMENT 2009’, Londres, 10NOV (http://www.sportseventmanagement.com/). Porque não começamos, desde já, a pensar organizar um evento em que possamos reflectir sobre o problema e ouvir boas práticas nacionais e internacionais, uma oportunidade para juntar as forças vivas da cidade e do concelho e eventuais parceiros da solução (agentes económicos, desportivos, culturais e afins)?

Estas observações colocam uma última questão que é a necessidade de criar uma nova cultura de política pública que mobilize a comunidade para aprender a pensar sobre os seus problemas, a identificar (com algum distanciamento emocional) as suas causas, a olhar para experiências inspiradoras, e, finalmente, a procurar encontrar um conjunto de soluções, mobilizando para a sua concretização o tecido empresarial e associativo, as instituições do conhecimento, a autarquia e a comunidade em geral! 

Aveiro está assim perante um problema que se pode transformar numa grande oportunidade!

José Carlos Mota



publicado por amigosdavenida às 13:15 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

(Contributo de Jorge Greno)

Pequenas observações ao que escreveu Carlos Naia . 

No estádio foi realizado por uma promotora privada um concerto - Marisa e Gilberto Gil - com um êxito interessante para o tipo de espectáculo em questão. 
A realização de mais espectáculos poderia por em causa a conservação do relvado. Talvez por não se terem realizado mais, o relvado ainda seja o original, ao contrário da maior parte dos restantes estádios do Euro 2004. 
A realização de um concerto ou evento num dos grandes estádios - Dragão, Luz e Alvalade, já contempla, no seu orçamento , a substituição do relvado. Será que Aveiro poderá atrair um número suficiente de pessoas para realizar este tipo de espectáculos? 
Por outro lado há um esquecimento de outros eventos que aportaram receita e ocupação ao Estádio Municipal de Aveiro, tais como jogos da Selecção Nacional (lembro-me de 2), Euro Sub-21 2006 e, mais recentemente, a final da Supertaça . 
A envolvente do estádio foi igualmente palco de outros eventos que geraram receita, como os festivais de tunning e o próprio estádio foi palco de diversos eventos no seu interior. E também a realização da Recepção ao Caloiro e do Enterro do Ano junto ao estádio, se não trazem receita, pelo menos reduzem outro tipo de problemas que aconteciam quando os eventos se realizavam dentro da cidade. 
Evidentemente que tudo isto é insuficiente de um ponto de vista económico-financeiro. Mas se o estádio estivesse completo (com os campos de treinos a funcionar), se as suas salas interiores permitissem outro tipo de ocupações (difícil ou impossível nalguns casos devido a constrangimentos e erros do próprio projecto) e se no chamado Parque Desportivo de Aveiro já estivessem a funcionar outros equipamentos, naturalmente que toda esta zona receberia mais visitantes, que poderiam proporcionar mais receitas, etc. etc. 
Foi o projecto inicial - Estádio e PDA - demasiado ambicioso para Aveiro? 
Será possível redesenhá-lo e readaptá-lo, em altura de profunda crise económica, para que possa nascer na zona uma nova centralidade? 
Penso que o novo executivo se deve debruçar seriamente sobre estas questões e encontrar rapidamente soluções. sob pena de, daqui por 4 anos estarmos a discutir o mesmo e o estádio estar ainda mais degradado.



publicado por amigosdavenida às 09:30 | link do post | comentar | favorito

As questões levantadas oportunamente por Jorge Greno (e lançadas às várias candidaturas autárquicas) ganham hoje uma pertinência acrescida.

São óptimas questões que merecem (agora) uma adequada reflexão.

JCM

...

Questões 

1. Aveiro dispõe de um estádio municipal para a prática de futebol. Aveiro tem uma equipa de futebol profissional, o Beira-Mar. De que forma deve ser gerido este património municipal, de modo a que sirva os fins para que foi construído? 
2. Em Aveiro, a maioria das instalações desportivas são pertença dos clubes. Outras estão integradas em escolas. Muito poucas pertencem à CM ou a JF.
De que forma deverá a CM intervir de modo a:
• rentabilizar a ocupação desses espaços, proporcionando a prática desportiva aos munícipes, quer estejam ou não integrados em clubes ou associações;
• que Aveiro seja reconhecida como um exemplo na qualidade e diversidade das suas instalações desportivas;
• completar ou ajudar a completar o parque desportivo instalado no concelho para que seja possível a prática do maior número possível de modalidades desportivas e que os clubes não sejam obrigado a sair do concelho para poder manter a sua actividade.


Apoio a clubes (desporto não profissional)
3. Sabendo-se que grande parte das despesas que os clubes têm de fazer para proporcionar à comunidade a possibilidade de praticar desporto são relacionadas com a utilização e manutenção de instalações e despesas de deslocação dos seus atletas, deve a CM apoiá-los neste aspecto? De que forma?
4. Os contratos-programa com os clubes devem levar em linha de conta apenas a quantidade de praticantes ou também o mérito traduzido através de resultados?

 

Eventos realizados no concelho
5. Aveiro tem sido palco, nos últimos anos, de alguns eventos desportivos de âmbito nacional e internacional (Euro e Euro Sub21 de futebol, Campeonatos Nacionais de andebol, basquetebol , triatlo e natação, Volta a Portugal em Bicicleta).
Tendo em conta os milhares de pessoas que visitam Aveiro por ocasião destas provas, deve o desporto e nomeadamente o desporto praticado em espaço público, ser considerado como prioritário na promoção turística do concelho?
Jorge Greno

 



publicado por amigosdavenida às 01:17 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Qual é a real dimensão do problema?
Quais as suas causas ou razões explicativas?
O que tem sido feito para corrigir a situação? O que deixou de ser feito e porquê?
O que se pode fazer para inverter a situação?
Que exemplos inspiradores existem?
Que iniciativas concretas se podem tomar?
Qual a sua opinião?

 

Participe na reflexão

http://amigosdavenida.ning.com/forum/topics/o-futuro-do-estadio-de-aveiro

 

ou envie o seu contributo para 

amigosdavenida@gmail.com



publicado por JCM às 00:17 |
editado por amigosdavenida às 00:18link do post | comentar | favorito

(Artigo de opinião de Carlos Naia, publicado no Diário de Aveiro)

IMPLOSÃO DO NOVO ESTÁDIO  DE AVEIRO ? -  “OS DEUSES DEVEM ANDAR LOUCOS” …

 

       'Há cinco anos tudo eram rosas e cores garridas. Para servir o Euro 2004, a Câmara liderada por Alberto Souto inaugurou um novo e mais que controverso estádio, lá para as bandas de Taboeira  e  com a maioria dos expropriados a chorar a perda dos seus terrenos expropriados  por” tuta e meia” . A obra nasceu, do «Euro» apenas se viram dois jogos e depois começaram os pesadelos, traduzidos em custos de construção e manutenção incomportáveis para a edilidade aveirense.

        Com a Câmara  a herdar um fardo pesadíssimo, ficando muito endividada com os custos da obra e o pagamento de juros astronómicos à banca, em consequência dos empréstimos contraídos,  muitos dos beira-marenses e não só defendem que a construção redundou  também em prejuízos de monta para o clube com um significativo  afastamento de espectadores  amantes  do velho «Mário Duarte» .

       Tudo bem, ou melhor, mal. O novo  Estádio Municipal, com as cores exteriores cada vez mais esbatidas pelo sol e salinidade  e as cadeiras interiores com inexpressiva  utilização, resultado em larga medida, também, da queda (prolongada)  do Beira Mar na Liga de Honra, continua a haver  um mar de problemas e contestação à mistura.  Poucos serão os que «morrem de amores», não pela obra em si mas, essencialmente, pelo seu afastamento  do centro citadino.

       Se o estádio continua a acumular prejuízos  mês após mês, é inquestionável.  Todavia, não basta apontar apenas as causas, mas acima de tudo, tentar encontrar saídas que possam eventualmente  trazer melhorias palpáveis  e que passam, nomeadamente, pela sua rentabilização das mais variadas formas e feitios. Como a realização de espectáculos e outros eventos que levem  gente ao estádio  e  façam entrar alguns euros nos cofres camarários em vez de crónicos prejuízos.

       A verdade é que,  até hoje, e ao contrário do que acontece noutros estádios do país,  não houve   um único evento extra-desportivo  no estádio e, quanto ao conjunto de infraestruturas complementares de que tanto se propalou na altura da sua inauguração e já depois disso, para a desejável e imprescindível dinamização e rentabilidade,  até agora nem uma só luz se vê ao fundo do túnel.

     Obviamente que, assim, não se vai a lado nenhum. O que não estávamos à espera, porém , e certamente a esmagadora maioria dos aveirenses é que um dirigente político social democrata e recentemente eleito, por Aveiro,  deputado à Assembleia da República (Ulisses Pereira) , viesse  admitir, esta semana, no programa desportivo  «Bola Branca», da Rádio Renascença e num quadro de “hipóteses a ponderar”   uma  - imagine-se, meus senhores - ! , … “IMPLOSÃO”  do Estádio Municipal ou, menos gravosamente,  a sua substituição, - se a malfadada  situação do défice financeiro  subsistir eternamente. Mas  substituir o quê, porquê e de que forma ?

     Mais do que falar  desabridamente  de “implosões”  mesmo, porventura, num contexto  de alguma ironia sem jeito nem graça, já agora,  e mais seriamente, seria  bom  que  aproveitasse a oportunidade para dissecar sobre a real dimensão do trabalho e eficácia de uma empresa criada e bem paga  pela Câmara para  gerir a dinamização e rentabilização daquela infraestrutura desportiva e, até hoje e ao que se saiba, pouco terá feito de importante. 

          Se é inquestionável que a autarquia não poderá protelar indefinidamente o défice mensal de 50 mil euros com o estádio utilizado exclusivamente pelo Beira Mar, a terapêutica para tal maleita não deverá começar exactamente por aí, ou seja, pela reavalição do trabalho produzido, eficácia das acções, competências e encargos  vultosos  com a  manutenção da EMA (Empresa Municipal de Aveiro) ? Não residirá aí uma grossa fatia  das razões  justificativas do défice acumulado  que onera os cofres do município ?

         Insistindo um pouco mais, seria de todo em todo benéfico que o executivo do reeleito presidente  Élio Maia informasse, logo que possível, os aveirenses, em que pé está o previsto conjunto de infraestruturas periféricas ao Estádio Municipal de Aveiro Mário Duarte ? É que já lá vão meia dúzia de anos desde o “pontapé de saída” e não há meio de o “povo gritar vitória”. Nem uma só obra foi erguida e  assim continuar, não há gestão que resista e obra que não venha abaixo, mesmo sem métodos “implosivos” . Bastará uma  “nortada”  por certo …

      Diga-se aos aveirenses quanto custou até agora a existência da EMA, quanto se despendeu em ordenados chorudos a gestores que por lá têm passado e qual a real dimensão e mérito do trabalho realizado no âmbito da criação e  objectivos delineados em matéria de complementaridades de uma obra polémica  e extremamente onerosa  para a autarquia aveirense, onde se investiram mais de 10 milhões de contos e para a qual o Estado entrou com uma comparticipação de apenas 25 por cento desse dinheiro. Que a Câmara não tinha e teve de pedir emprestado à banca, herdando uma dívida que irá condicionar a sua acção, em matéria de investimentos,  durante muito tempo.

      Mas, por favor, não nos venham dizer que o estádio foi mal concebido esteticamente, que não é funcional, que está «longe para burro” e que, em função dos défices acumulados  talvez uma qualquer “implosão” que o fizesse cair por terra num simples abrir e fechar de olhos fosse um cenário aceitável.  Isso é charlatear, é brincar com coisas sérias de mais e que, acima de tudo merecem profunda reflexão,  projectos inovadores  e complementares   e eventos -  muitos eventos  que arrastem multidões  até  Taboeira,  já que em matéria de “chuto na bola” a crise de afluências  é inquestionável e um mal nacional e não apenas de Aveiro !

      No meio de todo este imbróglio, o comentário que nos merece toda esta confusão e declarações disparatadas é que «os deuses devem andar loucos» neste país…'



publicado por amigosdavenida às 00:15 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Jane Jacobs, uma mulher que amava as cidades!

Jane Jacobs gives a half hour talk at the National Building Museum after receiving the Vincent Scully Prize on November 11, 2000.



publicado por JCM às 20:41 | link do post | comentar | favorito

 

"A MINHA RUA" permite a todos os cidadãos reportar as mais variadas situações relativas a espaços públicos, desde a iluminação, jardins, passando por veículos abandonados ou a recolha de electrodomésticos danificados. Com fotografia ou apenas em texto, todos os relatos são encaminhados para a autarquia seleccionada, que lhe dará conhecimento sobre o processo e eventual resolução do problema. 

Mais informação aqui


tags: ,

publicado por JCM às 18:39 | link do post | comentar | favorito

grhs09.jpg


http://www.unhabitat.org/content.asp?cid=7263&catid=7&typeid=46&subMenuId=0
'Nacions Unides Habitat ha publicat l'Informe mundial sobre els assentaments humans 2009, on identifica les dificultats per atendre les necessitats de la majoria d'habitants de les ciutats, especialment els del món en desenvolupament, i assenyala formes per reformar la planificació urbana. L'informe identifica també diverses tendències actuals que es donen en aquest àmbit, com ara el creixement d'àrees suburbanes i l'increment simultani d'enclavaments ètnics i assentaments informals. Destaca, així mateix, el sorgiment de forts contrastos entre economies tècnicament avançades i àrees amb indústria en declivi. Finalment, el document dóna exemples d'urbanització sostenible que estan ajudant a definir el nou rol de la planificació urbana'.


publicado por amigosdavenida às 14:53 | link do post | comentar | favorito

Mensagem(enviado por Júlia Melo)
'A partir de hoje, tem ao seu dispor a plataforma autarquias.org.
Com o autarquias.org os cidadãos podem alertar os municípios para as mais variadas situações, desde de Lixos na via pública, postes de iluminação que não o funcionam, buracos na via pública, equipamento danificado, problemas nos abastecimentos, ou outros tipos de problemas, que muitas das vezes as Câmaras Municipais não tem conhecimento.
Os cidadãos podem acompanhar as respostas das autarquias aos alertas apresentados por outros cidadãos, como também participarem nesses mesmos alertas adicionando comentários.
O autarquias.org permite também a criação de debates por cidadãos que pretendem discutir assuntos que lhes pareçam pertinentes com outros cidadãos e com o próprio município ou questionar a autarquia sobre um assunto do interesse de todo o município., como também a abertura de petições'.

Participe neste projecto

www.autarquias.org


publicado por amigosdavenida às 14:25 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

Artigo de opinião de Carlos Naia (Diário de Aveiro 17OUT)

'Poucos são o que morrem de amores, não pela obra, mas pelo seu afastamento do centro citadino'

'Acima de tudo [é importante] tentar encontrar saídas: realização de espectáculos que levem gente ao Estádio'

'Qual a real dimensão e mérito do trabalho realizado?'

[A questão merece] 'acima de tudo uma profunda reflexão, projectos inovadores e complementares e eventos - muitos eventos que arrastem multidões até Taboeira'

 



publicado por amigosdavenida às 22:04 | link do post | comentar | favorito

in Noticias de Aveiro

'A falta de viabilidade do estádio municipal de Aveiro deve-se à ausência de um conjunto de projectos complementares que, embora previstos, tardam em sair do papel'. 

'Impossível avaliar neste momento o desempenho de uma infra-estrutura, isoladamente, já que ela faz parte de um projecto global'

'Considero fundamental que estejam, pelo menos, executados os campos de treinos. Sem isso não se pode tirar conclusões'.

'O fim foi o Euro 2004, mas o estádio tinha um plano desenvolvimento posterior que não foi executado e agora interessa avaliar se ainda é viável'

'O campo de golfe, alojamentos turísticos e componentes habitacionais fazem parte dos investimentos que ainda não conheceram avanços, para além da compra de terrenos'. 
'A localização na zona do estádio de um centro comercial e de valências de acção social que poderiam também ajudar a valorizar a nova centralidade da cidade'. 


Alberto Roque, presidente do Conselho Geral do Sport Club Beira-Mar



publicado por amigosdavenida às 19:14 | link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

 http://amigosdavenida.ning.com/



publicado por amigosdavenida às 17:54 | link do post | comentar | favorito

 'Não me digam o que vão fazer por mim e pela minha cidade daqui a 20 anos. Digam-me o que podem fazer amanhã de manhã. E não nos deixem de fora dessa decisão. Digam-nos o que podemos fazer pela nossa cidade.'

Clara Ferreira Alves, Expresso 17OUT

 



publicado por JCM às 00:23 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Outubro de 2009
image001.jpg



publicado por amigosdavenida às 00:41 | link do post | comentar | favorito

BD_Final_ssima.jpg


http://oficinasemestre.blogspot.com/


publicado por amigosdavenida às 00:31 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009
image001.jpg



publicado por amigosdavenida às 23:52 | link do post | comentar | favorito

Mensagem'Em 2007 a taxa de risco de pobreza para a população portuguesa era de 18%. Valor que se mantém estável desde 2005. Portugal é dos países onde a desigualdade em matéria da distribuição de rendimento é bastante significativa. Em 2008 20% da população com maior rendimento recebia aproximadamente 6.1 vezes o rendimento dos 20% da população com o rendimento mais baixo. A condição perante o trabalho é um dos indicadores que detém um impacto significativo na taxa de risco de pobreza. Segundo os dados do INE, a taxa de desemprego no 2º trimestre de 2009 foi de 9.1%'.
Para não esquecermos depois do dia 17 Outubro!
JCM


publicado por amigosdavenida às 23:42 | link do post | comentar | favorito

enviado por Susana Loureiro
'Não sendo a temática do grupo de discussão [mailing-list dos Amigosd'Avenida], é um dos grandes problemas da humanidade e afecta-nos a todos.
Depende de cada um de nós a mudança para um futuro melhor... mudar comportamentos e assumir o grande desafio de deixarmos um planeta melhor do que aquele que nos foi entregue (ou na mais escassa das hipóteses igual).
A sustentabilidade não é um chavão de que toda a gente se queixa estar farto de ouvir falar ... é uma inevitabilidade e uma responsabilidade, se queremos que os nossos sucessores tenham um planeta, um país, uma cidade ou uma avenida onde possam VIVER
vejam
http://www.timeforclimatejustice.org/
e comprometam-se!'


publicado por amigosdavenida às 23:32 | link do post | comentar | favorito

Enquanto algumas cidades se organizam para se afirmarem no quadro nacional e internacional (vide exemplo de Guimarães Capital Europeia da Cultura), outras vão actuando de forma mais ou menos voluntarista nessa afirmação.

Aveiro é uma cidade que dispõe de vários exemplos de actuação concertada nesse domínio. A Universidade, as associações empresariais e várias empresas exportadoras têm vindo a desenvolver um papel relevante na afirmação internacional da nossa produção técnica e científica.

No domínio cultural, a cidade tem também alguns exemplos que devem justificar a nossa atenção. José Sacramento, um conhecido galerista Aveirense, é um bom exemplo dessa situação. O seu papel no intercâmbio cultural entre Cuba e Portugal deve merecer o nosso respeito e admiração.

O último exemplo dessa actividade consiste na organização de uma exposição do artista plástico Mário Silva em Havana, que abrirá as suas portas no próximo dia 23 de Outubro de 2009 no Taller de Gráfica Experimental de La Habana. A exposição tem o sugestivo título “El pan que el diablo amasó”.

Não seria interessante, que a exemplo de outras experiências, a internacionalização da cidade fosse pensada ligando ciência, economia e cultura? 

JCM



publicado por JCM às 01:23 | link do post | comentar | favorito

A cultura na transformação das cidades europeias está a ser debatida em Guimarães. A cidade sente necessidade de 'dar sinais da sua internacionalização' e organiza-se para cumprir (e merecer) o estatuto de Capital Europeia da Cultura. A aposta não é de agora. Tem largos anos e vários excelentes exemplos (por ex: CCFV).
Aguardo com expectativa como Aveiro se vai organizar para mostrar, também ela, como se pode afirmar no contexto nacional e europeu. Os 100 anos das comemorações da República são um excelente e oportuno pretexto.
JCM


publicado por amigosdavenida às 00:37 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009


publicado por JCM às 19:46 | link do post | comentar | favorito

(divulgação)
'Observem este pequeno filme sobre a pesca do bacalhau à linha em 1966 no lugre SANTA MARIA MANUELA, de Aveiro (hoje da Pascoal)......
Algo de «belo» e de uma dureza extrema....Filme realizado no Canadá
Seria interessante passá-lo aos alunos das nossas escolas.
É um pouco da nossa história recente, da qual não sabem quase nada
E nunca um noticiário ou cinema português fez semelhante coisa
É simplesmente maravilhoso.
Está comentado em inglês mas o importante são as imagens.
Apreciem.'
Raquel Castro Madureira
http://www.patricioclan.org/video/vids/flvplayer.swf?file=cod-fishing-1966-m-smmanuela.flv&autostart=true&fs=true


publicado por amigosdavenida às 00:11 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

 A cidade morre e ressuscita. São as feridas que a tornam interessante. É o carácter excessivo do sonho, impregnação da vontade. Somos conquistados, figuras sem história, observadores de feitos. A estreia absoluta da obra Avenida.

Joaquim Pavão 



publicado por JCM às 00:16 | link do post | comentar | favorito

spacer.gif

newsletter_r1_c1

newsletter_r3_c1

newsletter_r4_c1

spacer-1.gif

newsletter_r1_c1.jpg

newsletter_r3_c1.jpg

newsletter_r4_c1.jpg


A VerArte contemporânea e a Câmara Municipal de Aveiro têm o prazer de os convidar a visitarem a Exposição de Escultura Urbana INVITRO da autoria de Luís Queimadela. A Exposição de Esculturas INVITRO vai estar na Cidade, durante os meses das comemorações dos 250 ANOS da elevação a Cidade Aveiro e os1050 Anos de existência como Local.

Ver Exposição INVITRO 2009: http://www.verarte.net/arte/






Cordialmente



Miguel Brinca Moreira


publicado por amigosdavenida às 00:08 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Outubro de 2009
convitecaecubafinal.jpg



publicado por amigosdavenida às 22:20 | link do post | comentar | favorito

image001.jpg


Consulte o programa completo em: http://www.cm-aveiro.pt [Destaques]


publicado por amigosdavenida às 17:25 | link do post | comentar | favorito

image002.jpg

image005.jpg


TEATRO AVEIRENSE





Júlio Pereira apresenta GEOGRAFIAS

Dia 16 Outubro l Sexta-feira 21H30 l Teatro Aveirense

Bilhetes: 8 e 10 Euros. Descontos TA.

Geografias, o mais recente disco de Júlio Pereira, marca o seu reencontro com os palcos. Um concerto surpreendente.

Neste concerto vai soar o virtuosismo do músico que, ao longo de 30 anos de carreira como compositor, produtor e multi-instrumentista, marcou a música portuguesa e a consideração étnica das suas raízes, cruzando os sons tradicionais com as correntes estéticas que marcam as sucessivas contemporaneidades. Júlio Pereira percorrerá agora sonoridades de mundos com muitas latitudes e padrões acústicos, onde os contextos locais e regionais de referência se mestiçam na universalidade sem lugar da própria música.

O autor é acompanhado por Miguel Veras (viola) e Sofia Vitória (voz, teclados e programação).


publicado por amigosdavenida às 14:39 | link do post | comentar | favorito

image001.jpg

image003.jpg

image002.gif

image007.jpg


Sábado, 17 de Outubro 2009 - 17h

Obras de Bach, Couperin e Scarlatti, entre outros.

oChristine Daxelhofer, Cravoo

(entrada livre)

















A cravista suíça Christine Daxelhofer iniciou seus estudos de música em Berna.

Em Paris, aprofundou os seus conhecimentos de literatura musical francesa para cravo com a famosa cravista Huguette Dreyfus e posteriormente impulsionou a sua carreira através de master-classes com Gustav Leonhard e Kenneth Gilbert.

É fundadora de um conjunto de câmara com o qual iniciou uma série de concertos de música antiga e contemporânea, que se tornaram conhecidos na Europa, desencadeando vários convites para gravações.

A partir do uso exclusivo de cravos, cópias de instrumentos históricos, estudou e pesquisou intensamente as fontes dos séculos XVII e XVIII, como tratados, escolas instrumentais, vocais, etc...

O sucesso artístico e pedagógico da cravista deriva, em grande parte, deste processo. Como solista e música de câmara nomeadamente em duo de cravos, tem se apresentado na Europa e na América do Sul, sempre com programas ecléticos, obras contemporâneas e peças que lhe foram dedicadas por famosos compositores para cravo e música de câmara.

Como pedagoga renomada, ministra cursos de interpretação na Suíça, Alemanha, Rússia, Brasil e Argentina. Em Karlsrhude, Alemanha, dirige a classe de cravo e o Studio de Música Antiga na Escola Superior de Música dessa cidade, além de ser directora artística da Academia Internacional Haendel.


publicado por amigosdavenida às 14:35 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009
cartaz_50x70.jpg


A Fundação João Jacinto de Magalhães vai produzir, entre 22 de Outubro e 18 de Dezembro de 2009, a 5ª edição dos Festivais de Outono. Estes mantêm a direcção artística de António Chagas Rosa, compositor e Professor do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.
Os concertos decorrerão em vários espaços da cidade: Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, Reitoria da Universidade de Aveiro, Teatro Aveirense, Sé Catedral de Aveiro, Igreja das Carmelitas e Museu de Aveiro.
Retomando a descentralização geográfica, os Festivais de Outono estenderão também a sua programação aos Concelhos de Águeda e de Ovar. Os concertos serão realizados, respectivamente, na Igreja da Trofa e no Centro de Arte.
O projecto continua a ser financiado pela Universidade de Aveiro, tendo igualmente obtido, este ano, o patrocínio do Ministério da Cultura, através de apoio quadrienal, concedido pela Direcção Geral das Artes, no âmbito do programa de apoio directo ás artes (2009-2012).
Os Festivais de Outono pretendem continuar as linhas de programação solidificadas nas edições anteriores as quais privilegiam, de forma transversal, a criação artística, a dimensão performativa e a intervenção pedagógica e científica.
O programa deste ano propõe um projecto musical generalista que visa fomentar a inovação e criação nacionais, promover a apresentação de novos talentos, consolidando a sua profissionalização, proporcionar a escuta de práticas musicais contíguas, experimentar o cruzamento de linguagens e saberes artísticos e procurar uma itinerância de eventos que contribua para uma verdadeira descentralização cultural. A edição dos Festivais de Outono de 2009 insistirá também na inclusão de estreias de obras encomendadas.
O programa é enriquecido com as conferências “Introdução ao repertório barroco francês: história, formas, estilo, gosto, influências e interpretação”, por Fernando Miguel Jalôto, e “A Voz Profissional: uma visão holística para a saúde e optimização vocais na prática profissional”, por Filipa Lã.
As actividades complementares terão, ainda, a habitual rubrica de formação, que será constituída por masterclasses, Interpretação de Repertório Contemporâneo, por Ana Cláudia Assis e Filipe Amorim, Oboé, por Ricardo Lopes e Piano, por Murray Mclachlan.
A maioria dos concertos tem entrada livre, com a excepção de alguns dos que serão realizados no auditório da Reitoria da Universidade de Aveiro e Casa de Arte de Ovar, cujo preço será de 3€. Os preços para a Ópera Opereta “Susana”, de Alfredo Keil, no Teatro Aveirense, serão anunciados brevemente.
Programa em
www.ua.pt/fjjm


publicado por amigosdavenida às 11:12 | link do post | comentar | favorito

A L%EDngua Toda.jpg

Marquem na V/ agenda para os dias 16, 17, 18 e 19 de Outubro.

No cartaz, a programação d' "A Língua toda"!

Que os amigos se ENCONTREM à volta das palavras e imagens, ou nelas se percam, se quiserem.

Divulguem! Apareçam!

Uma organização das Oficinas Sem Mestre/Alma Azul.



publicado por amigosdavenida às 11:07 |
editado por JCM em 14/10/2009 às 22:37link do post | comentar | favorito

'Domingo à noite teremos um novo executivo que será de todos os Aveirenses e que terá de, então, olhar a cidade e o concelho com outros olhos!'
Reitero os votos anteriormente proferidos e envio os meus parabéns à coligação vencedora e ao novo executivo eleito.

José Carlos Mota


publicado por amigosdavenida às 00:42 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

A leitura sobre a campanha feita pelo Jorge Greno (blogue O Senado de Aveiro).

JCM



publicado por JCM às 17:50 | link do post | comentar | favorito

SOBRE CIDADES, CIDADANIA, O FUTURO E AVEIRO. UM BLOGUE EDITADO POR JOSÉ CARLOS MOTA
VISITAS
GRUPO FB 'PENSAR O FUTURO - AVEIRO 2020'
2013-01-04_2204.png
ADESÃO À MAILING-LIST 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'

GRUPO 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'
AUTOR
E-mail Gmail
Facebook1
Facebook2
Twitter
Linkedin
Google +
QUORA
JCM Works
Slideshare1
Slideshare2
Academia.Edu
FOLLOW
G. Analytics
links
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
MAPA
Facebook
Partilhar
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008