Sábado, 31 de Dezembro de 2011

O Projecto de Regulamento de Gestão dos Canais Urbanos da Ria de Aveiro está em processo de apreciação pública, durante o período de 30 dias úteis. O documento pode ser lido em http://dre.pt/pdf2sdip/2011/12/250000000/5121951227.pdf

 


tags: ,

publicado por JCM às 00:49 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

Miguel Pedro Araújo escreve hoje no Diário de Aveiro uma oportuna crónica sobre 'o futuro da Rua Direita', a propósito da crescente preocupação com a perda de dinamismo comercial deste espaço central da cidade (texto pode ser lido no blogue Terras de Alavarium).

O caso tem enorme relevância porque, como bem refere, a questão coloca-se na Rua Direita, na Avenida Lourenço Peixinho e em muitas outros zonas comerciais da cidade. 

A revitalização funcional das zonas urbanas centrais é um tema complexo e delicado, não havendo respostas fáceis e imediatas ou soluções mágicas.

Existe a tentação de acorrer ao problema com soluções pontuais, novas funções, permanentes (serviços públicos) ou eventuais (animação de rua), arranjo do espaço público (mobiliário urbano e pavimentos), ou mesmo mudanças no sistema de mobilidade e estacionamento (no caso presente o Presidente da JF da Glória reequacionou recentemente a reabertura da rua ao trânsito, DA 23/12).

Utilizando uma metáfora culinária, bem ao jeito da quadra actual, julgo que a questão não passa só por encontrar os ingredientes (usos, funções, regras ou incentivos adequados), mas sobretudo por saber combiná-los de forma adequada e nas proporções certas (a receita certa para cada local) e por ter a equipa adequada e mobilizada para a execução da receita.

E é aqui que a questão se torna delicada. No caso de Aveiro existem ingredientes de qualidade, receitas experimentadas, e especialistas em diferentes sabores e paladares. Talvez ainda não seja claro quem se queira assumir como o ‘master-chef’ desta delicada operação. Uma coisa é certa, sem ele dificilmente teremos a ‘consoada’ desejada!

Um bom ano de 2012

José Carlos Mota



publicado por JCM às 22:53 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 24 de Dezembro de 2011

Caríssimos

Desejo-vos umas festas felizes e boas entradas.

Aproveitemos o arranque de 2012 para pensar o futuro (*)

Abraço

José Carlos Mota


(*1)

Pensar o futuro – Aveiro em 2020

https://www.facebook.com/groups/ideiaslowcostcidades/

http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/

(*2)

O futuro das cidades – Cidades pela Retoma e Transição

https://www.facebook.com/groups/cidadespelaretoma/

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/

(*3)

O futuro do planeamento – Collaborative Planning

https://www.facebook.com/groups/collaborativeplanning/

(*4)

O futuro da economia, território, cultura e criatividade – ‘Rede Ibero-americana 'Comunidades, Territórios & Economia Cultural e Criativa’

https://www.facebook.com/groups/TerritorioCriativo/

http://industriasculturaisecriativas.blogs.sapo.pt/

(*5)

O futuro dos movimentos cívicos – Global City 2.0

https://www.facebook.com/groups/CityCivicMovements/

http://www.globalcitynetwork.org/


tags: ,

publicado por JCM às 01:04 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Aveiro&Concelho=Aveiro&Option=Interior&content_id=2203006.

'As piscinas do Beira-Mar, em Aveiro, estão ao abandono. Fechadas pelo clube no Verão de 2009, foram mais tarde vendidas a uma imobiliária num processo polémico. No Verão passado, as enormes vidraças foram retiradas e o edifício apresenta sinais de vandalismo. O presidente diz que o clube não autorizou a retirada de material'




publicado por JCM às 00:28 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

[Pensar o futuro - Aveiro em 2020]

A propósito do futuro da Avenida Lourenço Peixinho recomendo a leitura ao documento sobre o futuro das Avenidas Centrais ('High-Streets'), produzido pela consultora inglesa Mary Portas para o Governo do Reino Unido (http://www.maryportas.com/news/2011/12/12/the-portas-review/). 
O documento sugere que as Avenidas Centrais voltem a funcionar como ‘o coração das cidades, devendo ser repensadas como espaços de encontro social (‘centro cívico’), de cultura, bem-estar, criatividade e aprendizagem, isto é a sua função não andará somente à volta do comércio’. 
A consultora defende que o programa funcional a promover deve ser ‘um mix de lojas comerciais, mas também de habitação, serviços, escolas e outros empreendimentos sociais e comerciais’ e os centros devem tornar-se ‘locais de encontro e socialização, onde fazer compras será uma das múltiplas actividades possíveis’.
Interessantes ideias, sem dúvida, que deveremos tomar em conta no planeamento da nossa Avenida.

JCM


tags:

publicado por JCM às 13:26 | link do post | comentar | favorito

[Pensar o futuro - Aveiro em 2020]

Palavras muito oportunas do Bispo de Aveiro a propósito do fim do projecto da Fábrica de Baterias em Cacia. Primeiro, apelando aos diversos poderes para que não desistam e mobilizem os seus esforços para a manutenção e continuação do projecto. Segundo, alertando para a necessidade de construir o futuro ‘cada vez mais a partir das empresas locais, da iniciativa e do empreendedorismo desta gente de Aveiro e menos nas multinacionais’.

JCM




publicado por JCM às 00:24 | link do post | comentar | favorito

[Pensar o futuro - Aveiro em 2020]

 

O Diário de Aveiro refere na sua edição de ontem que o comércio local está a ter 'quebras superiores a 50 por cento'. Lamenta-se na notícia as restrições orçamentais que condicionaram as iluminações de Natal. 
A propósito de igual limitação vale a pena lembrar a iniciativa da autarquia de Lisboa que realizou um conjunto de instalações alusivas ao Natal feitas por arquitectos e designers portugueses.
Numa próxima oportunidade não seria possível fazer por cá algo semelhante?

JCM



tags: ,

publicado por JCM às 00:22 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Dezembro de 2011

A arquitectura contemporânea do Campus é um bom exemplo de um recurso da cidade com um enorme potencial

Na recente cerimónia de comemoração do aniversário da UA o reitor lançou a proposta de dinamizar 'o museu aberto' da arquitectura contemporânea portuguesa' http://www.noticiasdeaveiro.pt/pt/23990/ua-quer-merecer-estatuto-de-museu-aberto-da-arquitectura/.

Uma proposta muito oportuna que a cidade não poderá deixar de apoiar.

JCM 


tags: ,

publicado por JCM às 00:28 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

A partir da análise de um conjunto de temas-chave para o desenvolvimento territorial (Economia Cultural e Criativa, Economia Verde (Construção Sustentável, Mobilidade Sustentável, Alimentação de Proximidade), Envelhecimento Activo), seleccionados com base nas orientações da Agenda ‘Europa 2020’ que a União Europeia tem em preparação, foi possível concluir que Aveiro dispõe de um conjunto de recursos (territoriais, produtivos, de conhecimento, organizacionais e cívicos) com valor e potencial muito relevante (*). 

Acontece que não existe ainda evidência significativa que tenhamos sabido tirar partido desses recursos, eventualmente pelo facto de não lhes reconhecermos o devido valor, ou deles termos uma visão parcial ou sectorial. 

O espaço de reflexão ‘Pensar o futuro - Aveiro em 2020’ (blogue http://aveiro2020.blogs.sapo.pt e grupo no Facebook https://www.facebook.com/groups/ideiaslowcostcidades/)  pretende funcionar como um exercício de partilha de informação pertinente sobre o que (individual ou colectivamente) temos vindo a fazer naqueles (e eventualmente noutros) domínios, para eventualmente podermos equacionar colectivamente diferentes futuros para o conjunto de recursos e para a nossa comunidade.

Deixo-vos o desafio para participarem neste exercício colaborativo com os vossos contributos.

Cumprimentos

José Carlos Mota

 

(*) Alguma reflexão sobre este assunto foi iniciada aqui http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/581.html;



publicado por JCM às 13:37 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

logo.gif

Convite imprimir Final BR.jpg


CONVITE

[Logo AveiroArte]


publicado por amigosdavenida às 01:23 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
A propósito da nossa Avenida

[Relatório sobre o futuro das Avenidas Centrais - Reino Unido]
'Put the heart back into the centre of our High Streets, re-imagined as destinations for socialising, culture, health, wellbeing, creativity and learning. Places that will develop and sustain new and existing markets and businesses. The new High Streets won't just be about selling goods. The mix will include shops but could also include housing, offices, sport, schools or other social, commercial and cultural enterprises and meeting places. They should become places where we go to engage with other people in our communities, where shopping is just one small part of a rich mix of activities' Mary Portas
http://www.maryportas.com/news/2011/12/12/the-portas-review/


publicado por amigosdavenida às 23:08 | link do post | comentar | favorito

 

Pensar o futuro - Aveiro em 2020. Inscreva-se, participe!

https://www.facebook.com/groups/ideiaslowcostcidades/

http://aveiro2020.blogs.sapo.pt/ 

 


tags: ,

publicado por JCM às 00:10 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011


tags: ,

publicado por JCM às 23:49 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

A complexidade do momento em que vivemos e as dificuldades que temos de enfrentar exigem que nos distanciemos um pouco da agenda actual de discussão (centrada excessivamente na discussão da dívida) e que enquadremos a reflexão numa visão holística que problematize futuros possíveis e caminhos e passos necessários para os atingir.

Nesse particular, a União Europeia, no meio da turbulência conhecida, tem vindo a discutir uma agenda europeia para o crescimento - 'Europa 2020' (http://ec.europa.eu/europe2020/index_pt.htm), documento que tem sido objecto de amplo debate na maior parte dos países europeus.

Estranhamente, esta matéria não tem tido qualquer relevância em Portugal quer na agenda de debate político, quer mediático, algo difícil de perceber atendendo à importância das opções que aí se discutem para o futuro do país e para eventuais apoios financeiros europeus para o período 2013-2020.

Das várias questões que a agenda ‘Europa 2020’ aborda emerge a importância da aposta em políticas de desenvolvimento de base territorial, com particular enfoque para o papel das cidades, ideia corroborada no evento OpenDays 2011 (http://ec.europa.eu/regional_policy/conferences/od2011/index.cfm) e na recente reunião da Presidência Polaca da UE (http://www.mrr.gov.pl/english/Presidency/Main/Strony/Future_of_Cohesion_Policy_the_future_of_Europe_conferences_in_Poznan.aspx).

Vários países europeus estão a preparar este enfoque nas cidades com particular cuidado. Por exemplo, esta semana, o Reino Unido lançou um documento designado ‘Unlocking growth in cities’ onde se reconhece o papel das cidades como motores de crescimento económico e, ao mesmo tempo, se exige um novo papel do poder local para uma resposta qualificada aos desafios em presença (http://www.communities.gov.uk/publications/regeneration/growthcities).

Em Portugal são contraditórios os sinais sobre o reconhecimento do papel e potencial das cidades (e da governança local) na resposta aos desafios que o país enfrenta.

Por um lado, os poderes públicos nacionais reconhecem a sua importância, pois têm em execução um plano de investimento de mil milhões de euros através do instrumento ‘Parcerias para a Regeneração Urbana’ http://politicadecidades.dgotdu.pt/). Por outro, os agentes económicos alertam para o seu papel fundamental na atracção do investimento directo estrangeiro (ver estudo recente da consultora Ernst & Young ‘Portuguese Attractiveness Survey 2011' http://www.greensavers.pt/2011/12/11/portugal-tem-de-apostar-nas-cidades-para-atrair-mais-investimento-directo-estrangeiro/). Por último, a sociedade civil tem-se vindo a organizar para reflectir e sugerir caminhos alternativos (o movimento ‘Cidades pela Retoma’ tem feito várias sugestões nesse sentido - http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/).

Contudo, ao mesmo tempo, existem sinais preocupantes. Por um lado, a orgânica governativa não reconhece a relevância da matéria, tendo deixado de haver uma referência explícita à tutela das cidades, encontrando-se esta diluída num ‘mega ministério’ que conta com a agricultura, o mar, o ambiente e o ordenamento do território. Por outro, o debate sobre o futuro do poder local, onde se deveria discutir os desafios da governança local e o papel crescente das cidades (http://www.portugal.gov.pt/pt/GC19/Documentos/MAAP/Doc_Verde_Ref_Adm_Local.pdf) ignora a maior parte destas questões centrando a sua energia em propostas de nova geometria e a geografia das freguesias. Por último, e talvez o dado mais relevante, existe o receio do investimento público da Política de Cidades (mil milhões de euros, insisto) não estar a ser devidamente aplicado e poder ser, uma vez mais, dirigido para apoiar a construção de infra-estruturas e não para dotar as cidades das ‘qualidades imateriais’ necessárias aos desafios do futuro.

Como se pode constatar Portugal tem neste tema das cidades uma oportunidade relevante para encontrar alguns caminhos para construir uma narrativa diferente para o seu futuro. Como em tantas outras situações o que irá fazer a diferença entre as boas intenções e a sua concretização é a arte que tivermos para alinhar esforços, dinâmicas e vontades. Espera-se dos poderes públicos (nacionais e locais) que liderem este caminho com uma postura colaborativa, sólida e credível, mobilizado os múltiplos saberes científicos, empreendedores, produtivos e cívicos em torno deste desígnio nacional – a aposta nas cidades como motoras do desenvolvimento e crescimento.

José Carlos Mota



publicado por JCM às 23:57 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2011

Transmiti aqui na semana passada a minha perplexidade pela notícia da não continuidade de Ana Margarida Ferreira como Directora do Museu de Aveiro, tendo em conta a excelência do trabalho que o Museu, sob a sua direcção, tem vindo a desenvolver.

Tive oportunidade de ler as notícias que saíram sobre o assunto (em particular no Diário de Aveiro) e, por sugestão aqui deixada, de consultar o Diário da República (informação disponível no blogue dos Amigosd’Avenida - http://amigosdavenida.blogs.sapo.pt/698299.html).

Esperava encontrar nos documentos oficiais (DR) as fortes razões que levavam a tutela a não dar continuidade a uma direcção que nos últimos sete anos colocou o Museu como um equipamento museológico de referência nacional e local.  

Lamento informar que não encontrei essas razões. O que se pode ler no DR é que após a análise das candidaturas o candidato escolhido reúne 'todos os requisitos do perfil pretendido' o que não significa obrigatoriamente que reúna os ‘melhores requisitos’. E julgo que todos concordarão que seria lamentável se tal não acontecesse!

José Carlos Mota


tags: ,

publicado por JCM às 00:09 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2011

Anexa-se informação sobre o procedimento do concurso para o cargo de direcção intermédia do Museu de Aveiro.

JCM

 

Resultado da selecção para a Direcção do Museu de Aveiro

Foi publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 113 de 14/06/2011, e no Diário da República, 2.ª série, n.º 146 de 1 de Agosto, e na Bolsa

de Emprego Público na mesma data, o processo de selecção do titular do cargo de Direcção Intermédia de 1.º grau (Director do Museu de

Aveiro).

Analisadas as candidaturas verificou-se que o licenciado Paulo César Barreto Aquino dos Santos reúne todos os requisitos do perfil pretendido.

Visto estar-se perante uma candidatura que preenche as condições para exercer o cargo, conforme se constata pela nota curricular em anexo,

ao abrigo do n.º 8 do artigo 21.º da Lei n.º 51/2005 de 30 de Agosto, é nomeado em regime de comissão de serviço por três anos, renovável

por iguais períodos de tempo, o licenciado Paulo César Barreto Aquino dos Santos no cargo de Direcção Intermédia de 1.º grau, Director do

Museu de Aveiro.

A presente nomeação produz efeitos a partir de 1 de Dezembro de 2011.

24 de Novembro de 2011. — O Director, João Brigola.

Síntese curricular

http://dre.pt/pdf2sdip/2011/12/233000000/4766247662.pdf


tags: ,

publicado por JCM às 13:38 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2011

Foi com alguma perplexidade que recebi a notícia de que Ana Margarida Ferreira vai deixar a Direcção do Museu de Aveiro, regressando ao Museu Dr. Santos Rocha na Figueira da Foz (http://www.terranova.pt/index.php?idNoticia=13288).

Trata-se de uma má notícia para a cidade que perde alguém que prestou um serviço de enorme relevância na condução da transformação do Museu de Aveiro numa referência museológica nacional e num belíssimo e relevante espaço cultural.

Por tudo isto, não posso deixar de lamentar o facto e de indagar as razões que possam estar por detrás desta mudança.

Por último, gostaria de mostrar publicamente a minha gratidão pelo magnífico trabalho que nos deixa, um legado que a cidade e a sua comunidade não deixarão certamente de reconhecer e agradecer.

José Carlos Mota



publicado por JCM às 00:00 | link do post | comentar | favorito

SOBRE CIDADES, CIDADANIA, O FUTURO E AVEIRO. UM BLOGUE EDITADO POR JOSÉ CARLOS MOTA
VISITAS
GRUPO FB 'PENSAR O FUTURO - AVEIRO 2020'
2013-01-04_2204.png
ADESÃO À MAILING-LIST 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'

GRUPO 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'
AUTOR
E-mail Gmail
Facebook1
Facebook2
Twitter
Linkedin
Google +
QUORA
JCM Works
Slideshare1
Slideshare2
Academia.Edu
FOLLOW
G. Analytics
links
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
MAPA
Facebook
Partilhar
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008