Domingo, 25 de Abril de 2010
Universidade de Aveiro
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=170351&dossier=Universidades

'Diga num segundo o que lhe ocorre quando pensa em Aveiro. É de apostar que a resposta se situa algures entre ovos-moles, a Ria, as salinas, as pitorescas e coloridas casas de pescadores.
>
Para o postal instantâneo sair completo, talvez baste acrescentar ao cliché um elemento: a bicicleta. Ou melhor, traduzido em dialecto técnico aveirense, a BUGA (Bicicleta de Utilização Gratuita de Aveiro)
Como forma de tornar a urbe mais 'verde', ou para não repetir os erros de concentração de trânsito de outras cidades portuguesas, ou pelos dois motivos e mais alguns, a cidade transformou-se gradualmente num cenário de Volta a Portugal em versão reduzida.
Mas, como é evidente, os problemas começaram a aparecer. O sistema é gratuito, a bicicleta é de todos. Portanto, não é de ninguém: «Inicialmente, o grande inimigo das BUGAs foi o vandalismo», explica Pedro Fonseca, director-geral da Micro-IO, uma empresa de electrónica associada à Universidade de Aveiro (UA).
«Eram às dezenas que se iam buscar aos canais da Ria, ao que eu ouvia contar», recorda Fonseca, que também pertence ao departamento de Electrónica e Comunicações da UA, mas com actividade suspensa desde 2007 para se dedicar às actividades empresariais.
Mas Aveiro insiste nas duas rodas. E até quer ampliar a ciclovia a outros concelhos do distrito. Um consórcio formado pelas câmaras municipais da Murtosa, de Ovar e de Estarreja, a que se junta a UA, criou o CicloRia, um novo projecto de «mobilidade ciclável» na Ria de Aveiro.
A empresa de Pedro Fonseca quer apanhar o pelotão e concebeu um novo sistema, integrado em rede, de gestão da frota de bicicletas. É o primeiro, garante, desenvolvido a 100% em Portugal e combina a identificação electrónica do utilizador com um sistema de GPS que o guia através de pontos de interesse, turísticos ou profissionais.
Este sistema pode funcionar num aparelho autónomo, integrado num suporte no guiador da bicicleta. Ou, de uma forma mais simples, como software de telemóvel:«Pode ter o mapa das zonas da Ria e pontos de interesse do local, além de indicações sobre a fauna e a flora».
Nas cidades, pode indicar ao ciclista que há uma peça de teatro em cena naquele dia, a sessão de cinema mais próxima no tempo e no espaço ou detalhes sobre um museu. E como se 'indicam' tais coisas ao turista? Por um simples 'bip' emitido pelo sistema sempre que o GPS detecta a proximidade do ponto de interesse.
E para que não seja necessário resgatar bicicletas dos canais da Ria, uma central de controlo permite gerir todo o tráfego, a partir do levantamento da bicicleta - feito com cartão electrónico, que identifica e responsabiliza o utilizador pelo veículo - até à entrega.
E distribuir bicicletas pelos respectivos parques de estacionamento (em qualquer das cidades do consórcio de municípios do CicloRia) sempre que a necessidade surja, através de veículos de carga próprios.
Só falta o investimento. O sistema está no mercado, sob o interesse do consórcio municipal e disponível até «para o mercado internacional», garante Fonseca'.


publicado por amigosdavenida às 22:24 | link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



SOBRE CIDADES, CIDADANIA, O FUTURO E AVEIRO. UM BLOGUE EDITADO POR JOSÉ CARLOS MOTA
GRUPO FB 'PENSAR O FUTURO - AVEIRO 2020'
2013-01-04_2204.png
ADESÃO À MAILING-LIST 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'

GRUPO 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'
AUTOR
E-mail Gmail
Facebook1
Facebook2
Twitter
Linkedin
Google +
QUORA
JCM Works
Slideshare1
Slideshare2
Academia.Edu
links
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008