Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010
[artigo de opinião de Miguel Antunes]
A certidão de óbito das árvores da Avenida
Começaram a tombar as árvores da avenida. Não são troncos secos e podres, não são árvores despidas de folhas, não são ramos quebrados, são árvores que foram condenadas à morte por um estudo encomendado pela Câmara Municipal de Aveiro, que teve a gentileza e sentido de abertura de divulgar após pressão pública exercida pelos cidadãos aveirenses, nomeadamente os Amigos da Avenida.
Quando nos é apresentado um estudo técnico que defende o abate de praticamente todas as árvores da nossa avenida, com o impacto que essa acção terá no meio envolvente, quer paisagístico, ambiental, socioeconómico, entre outros, deveria ser colocada a possibilidade de se ouvir uma segunda opinião avalizada. Sem querer por em causa os fundamentos enunciados no referido estudo, bem como a competência técnica da entidade responsável, uma decisão desta natureza tem de ser sempre suportada em mais que um parecer, uma vez que existem sempre pontos de vista técnicos diferentes, ou não. Por isso, é importante consultar mais que uma entidade e com base na opinião dos dois ou mais pareceres, decidir a opção a tomar.
Outro dos factos mais importantes nesta discussão da pertinência do abate das árvores prende-se com o apuramento da responsabilidade para o actual estado das mesmas. Porque é que as árvores chegaram ao estado que o estudo diagnostica? Foram os cidadãos que maltrataram as árvores ou que não cuidarão da sua manutenção? Terá sido o anterior executivo camarário que não assegurou a realização dos trabalhos de manutenção das árvores da cidade de Aveiro? Será incompetência da divisão da CMA responsável pelo zelo das árvores? Ou será incompetência do actual executivo camarário?
Por outro lado, uma intervenção desta magnitude na Avenida Dr. Lourenço Peixinho deveria ser uma das fases de um projecto de intervenção urbanística na principal artéria de Aveiro. Qual é o masterplan da CMA para a Avenida? Existe? Vai ser sujeito a discussão pública? O que sabemos é que é urgente, de acordo com a CMA, abater os choupos da Avenida, para plantar “assim que possível” outra espécie de arvore – castanheiro-da-índia. Desta forma, para os olhos do cidadão comum, o grande plano do executivo camarário para a Avenida Dr. Lourenço Peixinho consiste em abater quase a totalidade dos choupos da avenida e plantar árvores de subtituição “assim que for possível”.
Ficamos a saber na reunião da Assembleia Municipal, em que foram apresentados pela CMA cerca de 60 apresentações em Powerpoint, que o bairro do Alboi também tinha árvores que tinham de ser abatidas. A razão prende-se com o bem estar dos cidadãos aveirenses, pois as raízes das referidas árvores põem em causa a correcta circulação dos transeuntes… Aliás essa deverá ser uma das razões pelas quais a CMA pretende cortar o bairro do Alboi ao meio, para assegurar o bem estar dos seus moradores, porque nenhuma outra explicação minimamente plausível foi dada pelo executivo camarário.
Vamos ter portanto uma nova Avenida neste Natal, sem árvores, sem pássaros, com bastante vento. Será uma avenida com prédios em risco de derrocada, abandonados ou embargados, com carros sistematicamente estacionados em 2º fila, com um corredor de bicicletas não identificado, sem um urinol público oficial junto da praça de táxis, uma vez que o hall de entrada do edifício Delta, há muito tempo que é o urinol não oficial, com cada vez menos lojas e moradores, ou seja vamos ter uma avenida em estado de coma.
Miguel Antunes


publicado por amigosdavenida às 12:17 | link do post | comentar | favorito

SOBRE CIDADES, CIDADANIA, O FUTURO E AVEIRO. UM BLOGUE EDITADO POR JOSÉ CARLOS MOTA
GRUPO FB 'PENSAR O FUTURO - AVEIRO 2020'
2013-01-04_2204.png
ADESÃO À MAILING-LIST 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'

GRUPO 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'
AUTOR
E-mail Gmail
Facebook1
Facebook2
Twitter
Linkedin
Google +
QUORA
JCM Works
Slideshare1
Slideshare2
Academia.Edu
links
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008