Terça-feira, 14 de Junho de 2011
[divulgação]

Manifesto Democracia Verdadeira, Já!

(#Assembleia.Aveiro)


Quem Somos?

Somos pessoas comuns - cidadãos e cidadãs, mulheres e homens, trabalhadores e trabalhadoras, migrantes, estudantes, pessoas desempregadas, reformadas, habitantes deste mundo - com ideias plurais, mas unidas pela indignação perante a actual situação política e social sufocante que nos recusamos a aceitar como inevitável.

Não representamos nenhum partido político nem nenhuma associação. Somos um grupo auto-organizado e aberto, unido pelo desejo de mudança.

Alguns de nós são activos, outros são mais conservadores. Uns são crentes, outros não. Alguns têm ideologias bem definidas, outros consideram-se apolíticos e apartidários. Mas todos estamos preocupados e indignados com o panorama politico, económico e social que temos à nossa volta. Com a corrupção dos politicos, dos empresarios, dos gestores e dos banqueiros.

Somos pessoas anónimas. Mas sem nós nada disto existiria, porque nós movemos o mundo.



Porque fazemos isto?

Estamos aqui porque queremos uma nova sociedade que dê prioridade à vida sobre os interesses económicos e políticos. Defendemos uma mudança na sociedade e na consciência social e cívica.

Pensamos ser necessária uma Revolução Ética. Actualmente o dinheiro vale mais do que as nossas vidas, quando deveria ser, simplesmente, um meio de promover o nosso bem-estar. Somos pessoas, não produtos do mercado.

Estamos aqui também por solidariedade uns com os outros. Para discutir, em conjunto, e para apresentar propostas para os problemas quotidianos. Estamos aqui para colaborar na promoção de uma maior consciência e poder populares.



O que tem falhado?

O sistema capitalista e a inexistência de democracia verdadeira.

Nós fazemos parte da engrenagem de uma máquina destinada a enriquecer uma minoria que ignora as nossas necessidades.

O obsoleto e antinatural modelo económico vigente bloqueia o sistema social, numa espiral que se consome a si mesma, enriquecendo uns poucos e empurrando os demais para a pobreza e para a escassez. Até ao colapso.

O actual funcionamento do sistema económico e governamental não atende às prioridades sociais e tem sido um obstáculo para o progresso da humanidade.

A vontade e a finalidade do actual sistema político e económico é a acumulação de dinheiro, colocando-o acima da eficácia e do bem estar da sociedade, desperdiçando recursos, destruindo o planeta, gerando desemprego e pessoas infelizes.

A acumulação do poder em poucas pessoas gera desigualdade, crispação, destruição de valores e conduz à exploração do Homem pelo Homem.

E a Democracia ?

/povo + governo/

«Tudo se discute neste mundo (.) mas não se discute a Democracia (.). A Democracia em que vivemos é uma Democracia sequestrada, condicionada, amputada (.). O poder de cada um de nós, o poder dos cidadãos, limita-se - na esfera política - a tirar um governo de que não se gosta e a pôr outro de que, talvez, se venha a gostar (.). Mas as grande decisões são tomadas numa outra esfera. E todos sabemos qual é. As grandes organizações financeiras internacionais. O FMI, a OMC, os Bancos Mundiais, a OCDE. Nenhum desses organismos é democrático. Eles que, efectivamente, governam o mundo, não são eleitos democráticamente pelo povo. Onde está, então, a Democracia? (José Saramago).

A Democracia verdadeira não existirá enquanto o mundo for gerido, desta maneira, por uma ditadura financeira. O resgate assinado nas nossas costas com o FMI e a União Europeia sequestrou a Democracia e as nossas vidas.

A Democracia que temos representa o fim dos direitos dos cidadãos, o silêncio e a desinformação, graças aos meios de comunicação geridos e manipulados pelos interesses e pela demagogia dos seus verdadeiros donos: os banqueiros e os politicos. A política não tem de enriquecer os politicos porque é para o povo e pelo povo.

A Democracia tem de ser mais que isto. Não pode ser apenas esperar que os outros façam por nós, decidam por nós sobre todas as coisas e, principalmente, sobre o nosso futuro. A Democracia não pode ser ter apenas paciência face às acções dos políticos.

A história deu e mantém exemplos tanto do funcionamento do sistema democrático pela exploração do indivíduo, como pela supremacia do poder do povo. É este último que defendemos e buscamos.



O Que (não) queremos?

Queremos assumir o controlo das nossas vidas e intervir efectivamente em todos os processos da vida política, social e económica.

A exemplo de outros países pelo mundo fora, como a Islândia, não aceitaremos hipotecar o presente e o futuro por uma dívida que não é nossa.

Rejeitamos que nos cortem os salários, as pensões e os apoios que nos são devidos pelo nosso trabalho, enquanto os culpados desta crise são poupados e recapitalizados.

Não queremos ter de escolher (sobre)viver entre o desemprego e a precariedade. Não queremos a privatização dos nossos serviços públicos.

Queremos tomar as rédeas da nossa história, do nosso presente e decidir o nosso futuro!



O que propomos?

Propomos a Democracia feita pelo povo. Uma Democracia que ultrapasse o acto de votar e de, através desse voto, conceder, durante uma legislatura, a autoridade máxima aos políticos.

Propomos que as pessoas tomem parte dos procesos de tomada das decisões que afectem as suas vidas e os seu futuro.

Propomos que as pessoas se consciencializem dos seus direitos e dos seus deveres, que os discutam entre si de forma livre e aberta, que se organizem para reagir e actuar.

Propomos que as pessoas se juntem nas ruas e nas praças de cada bairro e cidade para que, juntos, possamos discutir e partilhar ideias para encontrar soluções e mudar de vez as regras viciadas deste jogo, de que nos querem reféns.



Isto é apenas o principio. Juntos Podemos!


publicado por amigosdavenida às 22:51 | link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



SOBRE CIDADES, CIDADANIA, O FUTURO E AVEIRO. UM BLOGUE EDITADO POR JOSÉ CARLOS MOTA
GRUPO FB 'PENSAR O FUTURO - AVEIRO 2020'
2013-01-04_2204.png
ADESÃO À MAILING-LIST 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'

GRUPO 'PENSAR O FUTURO DE AVEIRO'
AUTOR
E-mail Gmail
Facebook1
Facebook2
Twitter
Linkedin
Google +
QUORA
JCM Works
Slideshare1
Slideshare2
Academia.Edu
links
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
arquivos

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008